Acessível ou inclusivo?

21/06/2017

 

Então, o que é a brincadeira inclusiva?

 

Em geral, o ‘brincar inclusivo’ une as crianças permitindo que se relacionem umas com as outras, independente de suas habilidades e capacidades, fazendo com que fiquem mais receptivas para o mundo a sua volta.

 

A brincadeira inclusiva com certeza permite uma melhor integração social.  Faz com que aprendam sobre as diferenças uns dos outros enquanto pequenos, o que ajuda a se sentirem confortáveis em torno daqueles que são diferentes.

 

Por isso, é essencial incentivar as crianças a brincarem sempre juntas e a tratarem as outras da mesma maneira, ou seja, sem distinção.

 

 

Playground acessível ou inclusivo – Qual a diferença?

 

Um playground 100% acessível deve ter um caminho livre sem que haja nada para bloquear a brincadeira, como por exemplo:

 

- Um caminho pavimentado e com rampa para que as crianças em cadeiras de rodas possam chegar ao ponto mais alto de uma estrutura

 

- A integração de uma corda esticada que torne desnecessário o uso de uma bengala para uma criança com deficiência visual, podendo libertar as mãos para escalar.

 

Por outro lado um playground inclusivo significa atrações sem barreiras e, ao mesmo tempo, experiências desafiadoras e divertidas para as crianças. O que significa unir aquelas sem qualquer deficiência, pessoas com TDAH, síndrome de Down, processamento sensorial, deficiências visuais ou auditivas e outros problemas físicos e de desenvolvimento.

 

Ou seja, o playground inclusivo é muito mais do que um simples playground. Ele oferece oportunidades e experiências de brincadeiras para todas as habilidades, permitindo assim que a criançada abrace e experimente as suas semelhanças/diferenças de forma a se aproximarem uma das outras espontaneamente.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

posts em destaque

Cuidados no verão

09/01/2019

1/10
Please reload

posts recentes