Dia Mundial Contra o Trabalho Infantil

12/06/2018

 

Uma luta a favor do direito das crianças.

 

 

 

 

 

Além do dia dos namorados, hoje (12 de junho), também é celebrado o Dia Mundial de Contra o Trabalho Infantil. E claro, não poderíamos deixar de falar sobre essa data com significado tão forte e importante.

 

Criado em 2002, por iniciativa da Organização Internacional do Trabalho, uma agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil tem como objetivo principal convocar e alertar a sociedade, os trabalhadores, os empregadores e os governos do mundo todo a se mobilizarem contra a exploração das crianças e adolescentes, que constitui uma grave violação aos direitos humanos fundamentais.

 

 

Para marcar a data, todos os anos é embasado um tema sobre uma das formas de trabalho infantil a fim de realizar uma campanha de sensibilização e mobilização da população. Afinal, milhões de crianças estão trabalhando nesse exato momento e não estão usufruindo de seus direitos à educação, saúde e lazer. 

 

 

Essas mobilizações e campanhas anuais são coordenadas pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, em parceria com os Fóruns Estaduais e suas entidades membros.

 

O trabalho infantil está presente, principalmente, no setor rural e na grande economia informal (devido à falta de proteção institucional). Entretanto, esse risco também encontrado na produção doméstica e na agricultura familiar, onde as crianças são expostas ao trabalho por conta da renda insuficiente dos pais ou porque as empresas ou fazendas da família não podem arcar com os custos de contratação de adultos ou jovens.

 

Outro fato que também não deve ser ignorado é que, além do trabalho infantil nas cadeias produtivas conhecidas mundialmente, muitas crianças também se encontram em cadeias produtivas cujo seu foco é o mercado local/nacional.

 

 

Os governos reconhecem que, para combater o trabalho infantil, é necessário ter um conjunto de políticas coerentes que contribuem para a aplicação da legislação sobre o trabalho infantil, a qual deve incluir uma educação de boa qualidade, proteção social e trabalho digno para os pais. Mas a realidade nem sempre segue o ideal...

 

De acordo com dados da UNICEF, estima-se que aproximadamente 168 milhões de crianças sejam vítimas de trabalho infantil em todo o mundo, sendo que 85 milhões delas realizem trabalhos perigosos.

 

 

Já no Brasil, calcula-se que 3 milhões de crianças trabalham nas mais diversas atividades (venda de produto em semáforos, serviços domésticos, entre outros). Segundo pesquisa do IBGE de 2015, 80 mil crianças de 5 a 9 anos trabalhavam no país.

 

Dados como estes mostram a realidade assustadora do país... Mas nós, da Oikotie, somos encorajadores da real essência das crianças e incentivadores do “brincar”, e por isso, acreditamos que atuando em conjunto em prol desse propósito poderemos alcançar resultados mais positivos e transformar o futuro em um mundo melhor.

 

Trabalho infantil nem de brincadeira!

Fontes:

http://www.ilo.org/brasilia/noticias/WCMS_488836/lang--pt/index.htm

https://www.calendarr.com/brasil/dia-mundial-de-combate-ao-trabalho-infantil/

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

posts em destaque

Cuidados no verão

09/01/2019

1/10
Please reload

posts recentes